Valença, 14 de fevereiro de 2020

O prefeito Fernandinho Graça assinou no último dia 12, decreto em que tira da Companhia Estadual de Água e Esgoto – CEDAE a responsabilidade sobre o abastecimento de água em todo o município. Ao mesmo tempo, o prefeito autorizou que a empresa Epac Esba Estruturadora de Projetos, assuma o sistema por um período de 180 dias, em caráter emergencial, até que a administração municipal elabore estudos necessários para promover alterações na gestão dos serviços.

A nova empresa contratada e a CEDAE deverão cooperar na transição dos serviços, que deverá ocorrer num prazo máximo de 10 dias, para que a continuidade do abastecimento de água no município não tenha qualquer problema. No decreto o prefeito Fernandinho Graça também deixou claro que a empresa deverá buscar contratar os profissionais que atualmente estão vinculados, direta ou indiretamente, na prestação dos serviços pela CEDAE.

Durante o período da contratação emergencial e provisoriamente, as tarifas serão adequadas à realidade social dos valencianos, e necessários para a sustentabilidade econômico-financeira dos serviços de abastecimento de água do município. Na categoria residencia, por exemplo, o valor mínimo a ser cobrado dos usuários será de R$49,98, valor retroativo a setembro de 2019.

A Epac Esba Estruturadora de Projetos foi a que apresentou a melhor proposta para assumir no lugar da CEDAE. Uma Comissão Especial de Transição, organizada pelo Governo Municipal, foi criada na época para que tudo fosse feito com total transparência. Os membros da Comissão foram o vice-prefeito Hélio Suzano, o procurador Márcio Petrillo e o vereador David Nogueira. Depois que a Comissão apresentou a vencedora, coube ao prefeito a decisão de homologar o resultado.